Por Rafael Lessa | Designer Gráfico no Sindinfor

 

Você já ouviu falar sobre Design Thinking? Eu aposto que sim!

Mas para quem não sabe, o Design Thinking se trata de uma abordagem (não, ele não é uma metodologia) inovadora que visa a solução de determinado problema do seu negócio de uma forma colaborativa a fim de gerar uma maior aproximação com seus stakeholders (o público interessado no seu produto/serviço).

Mas como isso é feito?

O primeiro passo consiste em realizar um mapeamento de experiências individuais e culturais de cada uma das pessoas inseridas no desenvolvimento da ideia. O intuito é definir claramente quais são os problemas enfrentados, identificando as barreiras para a solução desses problemas e propondo possíveis alternativas para derrubá-las.

O processo consiste em 3 etapas: imersão, ideação e prototipagem.

Imersão

Nossa primeira etapa visa identificar o problema, saber quais são as necessidades a serem atendidas e então realizar um aprofundamento através de uma pesquisa estratégica;

Ideação

Mais conhecido como “brainstorming”, atividade onde as pessoas envolvidas no processo desde o início dão ideias baseadas na primeira etapa. É importante lembrar que nessa fase, os julgamentos devem ser deixados de lado, toda ideia é válida. Além disso, o processo se torna mais enriquecedor se as ideias surgirem de pessoas com diferentes perfis e opiniões;

Prototipagem

Chegou a hora de validar as ideias apresentadas no processo anterior. O objetivo maior da nossa terceira e última etapa é criar uma conexão entre as ideias, fazer uma análise profunda e, finalmente, colocar em prática!

Pense como um designer

O processo de "pensar como um designer", como o próprio nome sugere, é de extrema relevância para os empreendedores. A prática propõe a construção de ideias inovadoras para todos os tipos de projetos, independente de qual seja o nicho, além de estimular criação de novos produtos e serviços inovadores.

Não se esqueça

Para que o processo funcione 100%, é necessário que a empresa tenha como algumas premissas: trabalho em equipe, empatia entre a equipe e com o cliente final e a experimentação, afinal, não adianta ter tudo no papel, se não é praticado.

Bom, espero que eu tenha ajudado de forma simples a criar soluções inovadoras para o seu negócio baseadas no Design Thinking. Até porque, como diz Elis Regina, o novo sempre vem! E quem ama o passado não consegue ver, não é mesmo?

Quer ter acesso a notícias voltadas para Tecnologia em Minas Gerais e no Brasil? Clique aqui!

Agora é com você!