Taciane Baptista - Desenvolvimento de negócios no Sindinfor

O mundo está em constante mudança, esse é o cenário do meio empresarial, que vive de influências e exigências do mercado, sejam elas, internas ou externas.

Sendo assim, é importante estar preparado para o que ele te apresentar, ora oportunidades ou obstáculos. O empresário de sucesso sempre olha para o futuro dos seus negócios, adaptando-se às transformações e preparando a sua empresa para trilhar um bom caminho além de superar os desafios. Empreender é uma arte!

Para manter a empresa em crescimento e produtiva, precisa-se de conhecer técnicas e ter criatividade, o resultado: o nascimento de uma obra prima.

Você sabe quais são os três grandes motivos pelos quais as empresas fecham? 

Segundo o Sebrae-SP, os motivos que podem levar a sua empresa ao fechamento, são: falta de planejamento, falhas na gestão e um comportamento empreendedor que não condiz com o mercado.

Sabemos que estes pontos não são os únicos fatores que colaboram com o fechamento de empresas ao redor do mundo, e muitas delas, com modelo de negócios com potencial incrível. Como informamos neste texto, uma empresa pode fechar apenas por influências organizacionais.

Um agravante para alcançar o resultado negativo é seguir uma rotina corporativa que não busca inovação com o objetivo de aprimorar os processos internos dos setores da empresa. Deste modo, os departamentos da organização podem se acondicionar às práticas não mais aplicadas pelo mercado, que por sua vez podem aumentar o tempo de produção, entrega de demandas ou baixa na produtividade, gerando um efeito inverso ao crescimento, com a elevação dos  custos e redução do lucro no caixa, o que faz toda a diferença nas contas no final do mês, não é mesmo?!

Agora, vamos ao que interessa, os temas que propomos como conversa no post de hoje. Mas afinal, que três motivos são esses? Descubra e não corra o risco de fazer parte dessa triste estatística.

E então, porque elas fecham?

Falta de planejamento prévio

Planejamento é a estrutura de qualquer empreendimento. Então se você parou para pensar que a sua empresa não se preocupa com esse quesito, é melhor reconsiderar o assunto. O planejamento não está ligado apenas as grandes empresas desse ou daquele nicho do mercado.

Para se desenvolver, a organização precisa de uma base sólida, condição que o planejamento oferece. Pense nos titãs que movem a economia atualmente. Tenho certeza que pensou no Google que começou pequeno, sem estruturas, mas, estava munido de muita criatividade e planejamento.

A metodologia aplicada por eles é tão eficaz que foi adotada por várias corporações, desta forma, você já deve ter ouvido falar do OKR. Criado por Andrew S. Grove, ex- CEO da Intel, o Objectives and Key Results (OKR), tornou-se conhecido em 1999, quando John Doerr, um dos investidores do Google, apresentou a metodologia para os seus colaboradores e assim a adotaram.

Aderir a um modelo organizacional direciona a estratégia e permite visualizar a efetividade das ações adotadas ou percorrer novos caminhos para alcançar o resultado satisfatório que irá estabelecer o sucesso do seu negócio.

Gestão empresarial

Como a gestão empresarial pode ter tanto impacto no destino de um negócio em crescimento? Acredite, esse é um fator determinante e se você não tem desenvolvido essa vertente é um indicativo que precisa readequar urgentemente. Gerir uma empresa vai além de processos rotineiros que incluem monitorar o colaborador, cuidar do caixa para não ficar no vermelho e manter as contas e fornecedores com o pagamento em dia.

Nós já falamos sobre isso em nosso Blog com as 6 dicas de gestão e liderança para sua equipe, lembra? Sendo assim, já sabemos que a gestão empresarial é um agrupamento de ações e estratégias aplicadas em um negócio.

Esse complexo organizacional é elaborado a partir das necessidades de cada setor da corporação, independente do seu tamanho, uma vez que, o fator evidencial de uma empresa é sempre o mesmo: foco em crescimento e superar os resultados. Neste conjunto, considera-se todos os recursos que compõem uma empresa: estruturais, humanos e financeiros.

Comportamento empreendedor

Já se perguntou: Será que um empreendedor tem um comportamento definido? A resposta é sim. Mas não há padrão pré-estabelecido, desde que, o empresário mantenha em constante desenvolvimento três competências: visão estratégica, liderança e capacitação.

Ficou com dúvida sobre o que quer dizer essas competências? Vamos esclarecer! Sobre a visão estratégica se enquadra em estudar e entender o panorama geral das demandas do mercado, enquanto liderança propõem a gestão satisfatória da equipe que garantirá engajamento e por sua vez qualidade e comprometimento das entregas propostas.

Por fim, a capacitação constante é essencial para manter as informações aplicadas sempre bem atualizadas com base nas tendências e criação de ações inovadoras dentro da empresa. Segundo o Sebrae, essas são características importantes para o comportamento empreendedor.

É importante salientar que essas competências não são natas, pois, tratam-se de qualidades que alguns indivíduos desenvolvem. O Pesquisador canadense e um dos maiores especialistas na área, Louis Jacques Filion, descreve que o empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões.

Sendo assim empreender não se trata apenas de transformar uma ideia em um negócio, mas de desenvolver constantemente as competências que garantirão o sucesso da sua empresa.

Esteja sempre preparado para o futuro

É vital que a sua empresa que passa ou já passou pelo difícil caminho de conseguir os primeiros clientes, contratar funcionários, estruturar suas áreas de negócio, busquem se capacitar continuamente para seguir com o seu crescimento exponencial. 

Repense seus conceitos, processos e rotinas! É verdade, não há receita de bolo, mas existem trajetos validados por diversos empreendedores que superaram os desafios propostos pelo mercado, conquistaram seus objetivos e asseguraram em suas mentes que é fundamental pensar fora da caixa.

Essa atividade proporciona um diferencial inimaginável para aqueles que se aventuram no vasto universo do empreendedorismo e que se preocupam não apenas em ter uma empresa, mas em desenvolvê-la até ao ponto que esteja pronta para alcançar todo o potencial do seu modelo de negócio.

Com base em tudo isso, no próximo dia 17/01/2019, na Av. do Contorno, 4520, auditório do 1º andar, estaremos reunidos para falar dos projetos 2019 que contribuirão com o desenvolvimento da sua empresa. Participe da oportunidade de fazer diferente em 2019 e aprimorar ainda mais o seu negócio! Inscreva-se.